top of page

Maio Amarelo – Todos pela vida no trânsito



O movimento Maio Amarelo nasceu em 2014, como forma de alertar a sociedade para os perigos no trânsito. Em uma ação coordenada entre o Poder Público, iniciativa privada e sociedade civil, muito há para se discutir sobre o tema de segurança viária com o objetivo de reduzir os acidentes e mortes no trânsito.

Parar na faixa de pedestre, usar a cadeirinha para as crianças e não dirigir usando o celular são alguns dos exemplos conscientes de como agir no trânsito, para que assim haja uma direção respeitosa e responsável. A consequência desses bons hábitos são menos acidentes e menos mortes todos os anos.


A escolha do mês de maio ocorreu pela Organização das Nações Unidas (ONU) ter definido a Década de Ação para Segurança no Trânsito em 11 de maio de 2011. Já a cor amarela simboliza sinalização e alerta no trânsito.

No dia 22 de janeiro desse ano, foram enviados os últimos dados sobre acidentes de trânsito. Em 2021, o número de acidentes foi de 632.764 registros. O equivalente a 72 incidentes por hora no Brasil. As informações são do Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (RENAEST), da Secretaria Nacional de Trânsito.

Apesar de registrar redução do número de mortes nos últimos anos, o trânsito brasileiro ainda mata milhares de pessoas. Em média, 1 milhão e 350 mil vidas são perdidas, anualmente, nas estradas, segundo dados da ONU. Esta já é a maior causa de morte de pessoas de 5 a 29 anos no mundo.


E pensando sempre na sua vida e bem estar, listamos cinco atitudes que podem tornar o dia a dia no trânsito mais seguro e gentil:

1. Procure dirigir em ambientes mais calmos

Embora o trânsito seja intenso na maioria das vezes e em horários de pico, busque, se possível, caminhos que estejam mais vazios, mesmo que o trajeto seja um pouco mais longo do que o habitual. Isso vai fazer com que o motorista tenha uma sensação mais tranquila e vai diminuir o estresse.



2. Tente sair mais cedo

É importante que o motorista administre bem o tempo da viagem. Caso haja desvios de rota, acidentes ou obras na via, o motorista gastará mais tempo no percurso, e caso tenha saído mais cedo de casa, esses imprevistos não vão alterar seu humor. Dirigir sem pressa é essencial para uma condução responsável.


3. Tente ficar relaxado

Coloque uma música que acalme ou traga um pensamento bom. Pode ser também algum podcast que você goste de ouvir no tempo “livre”, de preferência para assuntos positivos e que te façam bem. Observe o modo como você dirige, se está tenso ou preocupado, e tente ir se libertando dessa pressão.

Quando o motorista está calmo, ele permanece mais atento ao trânsito e se livre facilmente de possíveis imprevistos.


4. Deixe os vidros limpos

Andar com o carro sujo e cheio de coisas jogadas pode contribuir para o estresse. Um ambiente limpo é amigo do bom humor. Observe, principalmente, os vidros da frente e retrovisores. Manter os vidros limpos ajuda na melhor qualidade de visão das ruas e entornos.



5. Procure manter a calma com as atitudes alheias

Pessoas que praticam atos irresponsáveis no trânsito estão por todos os lugares. Tente não se abalar com atitudes alheias e não perca a calma. Siga dirigindo normalmente, de forma educada e segura. Entenda sempre que o movimento do outro não tem nada a ver com os seus.

Caso receba buzinadas ou xingamentos, não dê espaço para que isso tire sua atenção no trânsito, a ação do outro é somente dele. Reserve a buzina para ocasiões apropriadas e dirija sempre com o máximo de respeito às outras pessoas.


Trânsito responsável salva vidas! A sua vida e a de todos os envolvidos é muito importante!

Dirija sempre com cuidado!

bottom of page