top of page

Agosto Laranja – Conscientize-se sobre a Esclerose Múltipla

A Esclerose Múltipla (EM) é uma doença autoimune do sistema nervoso central, do cérebro e medula espinhal, que afeta de forma destrutiva a bainha de mielina, tecido protetor das fibras nervosas, causando o impedimento ou alterando a transmissão dos impulsos nervosos do cérebro para as diversas partes do corpo.



As causas da esclerose múltipla ainda são desconhecidas, o que faz com o que o diagnóstico precoce seja essencial para o tratamento da doença. Elas podem envolver predisposição genética (com alguns genes já identificados que regulam o sistema imunológico) combinados com fatores ambientais, que funcionam como “gatilhos”, estes podendo ser:

· Infecções virais (vírus Epstein-Barr);

· Exposição ao sol e consequente níveis baixos de vitamina D prolongadamente;

· Exposição ao tabagismo;

· Obesidade;

· Exposição a solventes orgânicos.


Os sintomas da EM são variados, e advém da parte do sistema nervoso que foi afetado. Entre os mais comuns, estão: fraqueza, transtornos visuais, tremores, fadiga muscular, distúrbios de equilíbrio, problemas na fala, entre outros.

Mesmo que considerada uma doença rara, no Brasil, a esclerose múltipla atinge uma média de 35 mil pessoas (15 pacientes para cada 100 mil habitantes), e ainda assim é desconhecida por cerca de 80% da população. E no mundo, a doença chega a atingir 2,5 milhões de pessoas.


De acordo com a AME – Amigos Múltiplos pela Esclerose, a incidência da doença é maior para as pessoas do sexo feminino: para cada três mulheres com EM, há um homem afetado. Além disso, a maior frequência está entre os adultos entre 20 e 40 anos, que se encontram em idade produtiva e formação profissional e familiar. A idade média de diagnóstico é 30 anos.

Diagnosticar a EM precocemente faz toda a diferença! Quanto mais cedo é iniciado os cuidados com o paciente, maiores são as chances de modificar o curso natural da doença. A esclerose múltipla ainda não tem cura, mas quanto mais cedo iniciares os tratamentos, melhor a qualidade de vida futura do paciente, reduzindo o número de surtos clínicos, de lesões e de sequelas neurológicas que fazem a doença progredir.


Sua evolução no quadro clínico do paciente pode se manifestar de 4 formas:

1. Remitente recorrente - Evolui em surtos que ocorrem de maneira súbita e podem deixar sequelas. É a forma mais comum da doença, atingindo mais de 85% dos pacientes com esclerose múltipla.

2. Primária progressiva - Representa de 15% a 20% dos casos de EM e tende a afetar pessoas acima de 40 anos. É mais comum em homens. Não há ocorrência de surtos, mas de sintomas acumulados ao longo do tempo.

3. Secundária progressiva - Acomete pacientes que evoluíram da forma remitente recorrente e apresentam piora lenta e progressiva.

4. Progressivo primária - Apresenta evolução dos sintomas e das sequelas desde o aparecimento dos primeiros sinais.



A mais de 16 anos o Brasil celebra o Dia Nacional de Conscientização sobre a Esclerose Múltipla, no dia 30 de agosto. Com a instituição, pela Lei nº 11.303/2006, a data resulta do esforço da Associação Brasileira de Esclerose Múltipla (ABEM) que tem o objetivo de dar mais visibilidade à doença e seus impactos na vida das pessoas. A falta de conhecimento gera dúvidas e pode acarretar o quadro clínico das pessoas afetadas.

O uso da cor laranja veio em 2017, quando foi adotado por indivíduos e organizações na maioria dos mais de 600 eventos do Dia Mundial da Esclerose Múltipla, realizados em 96 países ao redor do mundo. Então, agosto passou a ser considerado um importante período para a conscientização da doença e às privações que seus portadores carregam, passando a ser chamado de Agosto Laranja.

Para as pessoas que são diagnosticadas com a esclerose múltipla e para quem convive com o paciente, receber a notícia da doença e aceitar o diagnóstico é um passo importante. Profissionais da saúde são ótimas fontes de conhecimento e esclarecimento de dúvidas. O segredo está no processo, e buscar informações para ter uma vida com a maior qualidade possível é um grande começo.


A Minuto Saúde apoia a causa do Agosto Laranja e conta com profissionais da área médica que estão sempre dispostos a tirar todas as dúvidas e ajudar pacientes e familiares.

bottom of page